Espaço Frei Gusmão


TEM ALGO ERRADO NO AR

Às vezes, os médicos para salvar uma vida precisam amputar uma parte do corpo humano e, graças a esse gesto que parece ser tão radical, as pessoas podem continuar vivendo por muitos anos. Lógico que a amputação de uma perna, ou de um braço, não é uma coisa que alguém possa desejar, mas se for necessário que seja feita. Logo após a cirurgia, temos a opção de colocarmos diversas próteses e continuar levando nossa vida normalmente. Muitas vezes, em até melhores condições de ‘cabeça’.
 
Estou falando de amputação porque certas pessoas precisam urgentemente realizar uma operação radical em suas vidas e remover lembranças, dores, mágoas, orgulho ferido e até algumas pessoas do seu dia a dia. É uma faxina radical em sentimentos e relacionamentos, que poderá finalmente, permitir que você viva plenamente.
 
Vai, aproveita hoje e tira tudo que não te serve mais de sua cabeça, de suas veias, do seu coração. Tome uma decisão pela vida, pela felicidade, para ser feliz. Pare com os vícios que só te fazem mal, inclusive aquela pessoa que só quer sugar suas energias, tirar de você o que você tem de melhor. Importe-se com você.  Não, não é ser egoísta, é fundamental para a sua vida que você esteja bem.
 
Já viu alguém dar algo que não tem? Quem dá, dá o que tem, ou o que julga ter, se você não está bem, não está feliz, vai passar o que para os outros? Falsidade talvez, tristeza com certeza. E, pior ainda, vai magoar quem não te fez nada, por causa de suas irritações, de suas frustrações.
 
Ninguém mais tem tempo para ouvir nossas dores, nossas ladainhas, nossas queixas. Então se resolva. Aceite-se. Conheça-se! Se você decidiu que quer ter cabelos azuis, que se dane o mundo, as convenções, as pessoas. Tem muita gente por ai que não suporta ver gente feliz, ‘tá assim ó’ de gente triste e mal resolvida que não suporta a alegria dos outros e faz tudo para ferrar nossas vidas. Então, meu amigo, minha amiga, o negócio é olhar para o seu umbigo e resolver de uma vez por todas se você quer ficar na dor, ou quer mesmo ser feliz.
 
Quer ficar na dor?
Continue pensando em quem te deixou,
continue criando fantasias com pessoas que nem te prometeram nada,
continue querendo mudar as pessoas,
continue falando sim quando quer dizer ‘não’,
continue ouvindo aquelas músicas do passado que você sabe que só te fazem chorar,
fique lamentando a morte de quem já passou faz tempo,
continue acreditando que quem errou foi você,
continue se comparando aos outros,
continue acreditando que ser feliz é só para os outros,
continue se julgando ‘coitadinho de Jesus’.
 
Quer ser feliz?
Ame-se, se aceite e perdoe sempre.
Não aceite que te tratem mal, que te pisem ou te humilhem, seja humilde, mas nunca aceite a humilhação gratuita.
Pare de querer mudar as pessoas e consolar quem não quer ser consolado.
Mude tudo na sua vida, se não está dando certo porque insistir?
Tenha coragem de assumir-se, saia do armário das convenções, diga sim para a vida, mas diga com a certeza de que você, e somente você, pode agora mesmo determinar um novo rumo, uma nova estrada.
Te espero lá na frente, lá na felicidade.

* Paulo Roberto Gaefke

Anúncios


ORAÇÃO DA FELICIDADE

Senhor, permita-me ser feliz, mesmo diante de minha própria ignorância e superando as condições adversas em que renasci.

Deixa-me, enquanto busco sair de meus equívocos, sentir alegria e viver com determinação, confiante na Sua misericórdia.

Consinta-me, enquanto ajudo meu próximo, tão sofredor quanto eu, perceber a vitalidade nas coisas e a grandeza da Vida.

Encoraja-me para que, mesmo na dor ou no sofrimento, na luta diária pela minha subsistência, eu viva com coragem e consciência de minhas limitações, buscando superá-las com harmonia.

Deixa-me levar aos outros a felicidade de que sou portador e a certeza de que minha força vem de nossa íntima e perene ligação.

Conceda-me a ventura de, tanto quanto enxugar a lágrima, também entender o sentimento que a fez surgir, transformando-a no amor que traz a felicidade.

Incentiva-me a alcançar a felicidade possível, disseminando-a por onde passar, a serviço do Seu infinito amor (Ágape).

Permita-me continuar dono de meu destino, com a capacidade de administrar minha liberdade, a serviço da construção de um mundo melhor.

* Pe. Marcelo Rossi


SABERES DIFERENTES

Em um largo rio, de difícil travessia, havia um barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para o outro, e em uma dessas travessias, estavam um advogado e uma professora.

Durante a travessia, o advogado pergunta ao barqueiro:

– Meu caro barqueiro, você entende de leis?

– Não senhor, não entendo nada sobre leis – responde o barqueiro.

E o advogado, compadecido comenta:

– É uma pena. Você perdeu grande parte da sua vida!

O barqueiro pensa, reflete, mas nada responde.

A professora então, muito simpaticamente entra na conversa:

– Senhor barqueiro, o senhor sabe ler e escrever?

– Também não sei senhora – responde o remador.

– Ah, que pena – lamenta a mestra – Você perdeu grande parte da sua vida!

O barqueiro novamente pensa um pouco, sorri, mas nada responde.

Mas eis que subitamente uma onda muito forte vira o barco.

O canoeiro, então preocupado, grita e pergunta:

– Vocês sabem nadar???!!!

– Não! – ambos responderam rápida e desesperadamente.

– Que pena! – gritou o barqueiro – Vocês perderam toda uma vida!

“Não há saber mais ou saber menos: há saberes diferentes”. (Paulo Freire)