Espaço Frei Gusmão


SABERES DIFERENTES

Em um largo rio, de difícil travessia, havia um barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para o outro, e em uma dessas travessias, estavam um advogado e uma professora.

Durante a travessia, o advogado pergunta ao barqueiro:

– Meu caro barqueiro, você entende de leis?

– Não senhor, não entendo nada sobre leis – responde o barqueiro.

E o advogado, compadecido comenta:

– É uma pena. Você perdeu grande parte da sua vida!

O barqueiro pensa, reflete, mas nada responde.

A professora então, muito simpaticamente entra na conversa:

– Senhor barqueiro, o senhor sabe ler e escrever?

– Também não sei senhora – responde o remador.

– Ah, que pena – lamenta a mestra – Você perdeu grande parte da sua vida!

O barqueiro novamente pensa um pouco, sorri, mas nada responde.

Mas eis que subitamente uma onda muito forte vira o barco.

O canoeiro, então preocupado, grita e pergunta:

– Vocês sabem nadar???!!!

– Não! – ambos responderam rápida e desesperadamente.

– Que pena! – gritou o barqueiro – Vocês perderam toda uma vida!

“Não há saber mais ou saber menos: há saberes diferentes”. (Paulo Freire)